FANDOM


Matthew Winters
012

Jogador

Mateus "Jericho" Viegas

Conceito

Ex-US Army/Segurança

Augúrio

Cahalith

Tribo

Storm Lords

Virtude

Caridade

Vício

Orgulho

Data de Nascimento

Janeiro de 1981 -30 Anos

Local de Nascimento

Miami (FL)

Etnia/Nacionalidade

Caucasiano (Americano)

Membros da Família

Michael Winters (Pai),


HistóricoEdit

Winters sempre foi um soldado. Passou a infância e a conturbada adolescência em um bairro sem nome na periferia de Miami, na Florida, debaixo das asas da mãe, empregada doméstica que fora abandonada pelo marido quando Matthew ainda era um recém nascido. A vida nas ruas nunca foi fácil, mas sua mãe conseguia ocultar o horror do abandono naquele fim de mundo com um amor incondicional sobre seu filho. Winters conheceu as dificuldades daqueles que foram deixados de lado pelo governo corrupto, mas manteve-se sempre forte sabendo que se perdesse a motivação, pereceria. Ao aproximar-se da idade adulta, sua mãe morre devido a complicações respiratórias crônicas, deixando o garoto sozinho no mundo. No entanto, a lição aprendida com sua mãe nunca o abandonara. Sendo recrutado pelo exercito, Winters procurou encontrar um meio de proteger os outros, ainda que o jovem não tivesse a menor idéia do rumo que sua vida tomaria.

Enviado ao Iraque para lutar a chamada guerra ao terror, Winters não encontrou oque procurava. Os horrores da guerra eram inimaginaveis. Como soldado de infantaria, winters pode ver o impacto cru que a ganância humana trazia sobre os menos afortuados. O deserto moldou a sua percepção de sofrimento para sempre, e terminou de forjar as

idéias de sua mãe de uma maneira definitiva. O forte deveria sobreviver para vingar o fraco, evitar o sofrimento desnecessário e manter a balança ajustada. Quando aproximava-se da sua dispensa, uma bala de rifle disparada à dezenas de kilometros atravessou um campo de batalha urbano e se alojou no crânio de Winters, derrubando o soldado. Dado como morto, a principio, a sua compania percebeu que o soldado ainda vivia. Resgatado no meio de um sangrento combate, Winters foi enviado ao hospital de campanha. Correndo sério risco de vida, Winters voltou aos estados unidos, onde seus antigos amigos o esperavam. Uma tia, sua ultima parente que ainda mantinha contato, recebeu a noticia de que Matthew estava em coma crônico, e poderia ficar em torpor indefinidamente. As chances de que o jovem pudesse acordar eram nulas, e como o hospital não poderia cuidar das despesas, Winters deveria ser enviado para a casa de sua tia, que por sua vez tambem não tinha meios possiveis de sustentar a medicação do sobrinho. Winters teria os aparelhos desligados segundo, diziam os outros soldados da infantaria, ser o seu desejo. Ficara marcado para o proximo anoitecer, então, a eutanásia de Winters.

Na manhã do dia final, no entanto, sem que os médicos pudessem perceber, o organismo de Winters reagia em um nivel celular as ferimentos. Conforme as horas passaram, algo dentro do soldado Winters parecia mudar, e conexões celulares rompidas, tecidos e nervos conectavam-se novamente, como que em um prelúdio biologico para algo diferente. Quando a luz solar morria no horizonte, e a lua começava a disputar territorio no céu, os médicos e amigos de Winters já estavam dentro do pequeno quarto de hospital. A janela aberta espalhava uma brisa morna pelo quarto, e todos fizeram um minuto de silêncio. O tom fúnebre e solene daquela ocasião era rapidamente quebrado pelo jovem primo de Winters, que percebia algo estranho no seu corpo. O segundo a notar foi a enfermeira-padrão. O corpo do soldado Winters apresentava uma coloração viva, como se o fluxo sanguineo estivesse acelerado, e seus musculos tensionados e poderosos, diferente do estado descançado de quem está em coma. No segundo seguinte, os olhos abriram, e então a reação em cadeia interna do seu organismo foi desencadeada. Winters estava livre.

Os ossos alargara, os músculos rasgaram-se e então se reconectaram numa configuração inumana. Algo fazia seu sangue borbulhar, uma fornalha aquecia o sangue até torna-lo vermelho como carvão em brasa. Seus olhos azuis, arregalados, giravam dentro das órbitas que rapidamente modificavam-se e ficavam angulosas como olhos lupinos. Sua pele não aguentava mais a pressão, rompendo-se e revelando um tufo de pelos dourados. Seus familiares, amigos e a equipe médica fugiu, horrorizada. Aquela cena era tão horrenda que o medo apagou a imagem das suas memórias, mas um detalhe permaneceu inadulterado. No momento em que seu primo retornou para checar oque acontecia com seu primo, o garoto percebeu uma figura monstruosa e magnífica em pé, nua, e virada para a janela. Winters soltou um uivo estrondoso para a lua que ainda era iluminada pelo dourado sol. Naquele belo crepúsculo nasceu Uivo Dourado, abençado tanto pela lua como pelo sol.

A alguns andares abaixo, nas ruas movimentadas do centro de Miami, o uivo fora ouvido por algumas pessoas. Uma delas, em especial, sorriu incontrolavelmente para a lua.

A intensidade das visões presenciadas pelo Cahalith foi tamanha que drenou-lhe toda a energia e fôlego. Os enfermeiros demoraram alguns minutos para tomar coragem e voltar ao leito, checar oque havia acontecido. Winters estava de joelhos ao lado da cama e dos aparelhos de eutanasia, acordado e aparentemente bem vivo. Os médicos não conseguiam entender oque fez o soldado despertar do coma crônico, mas isso não impediu sua tia de disparar na direção de seu sobrinho, chorando e gritando "milagre! é um milagre!". Talvez o diagnostico tivesse sido falho, ou quem sabe realmente tenha sido um milagre, seu primo sabia oque havia acontecido. Por sorte, não levaram em conta a opinião da criança, que insistia que seu primo havia virado um lobo.

Na madrugada do que deveria ser o seu ultimo dia na terra, Winters recebeu uma visita inesperada no seu quarto de hospital. Um sujeito forte e alto observava o soldado dormir com olhos azuis penetrantes. Matthew soube no exato instante que acordara quem era o homem. Seu pai havia retornado as pressas para ver o segundo nascimento de seu filho. Explicou detalhadamente quem, e oque, Matthew era. Explicou tambem que os Winters eram um clã, e que todo o filhote macho da família viveria na escuridão até o momento em que viraria um homem. Sua mãe, aparentemente, conhecia a natureza de seu pai, e respeitava as tradições. Uma carta escrita por ela no dia do seu nascimento trouxe lágrimas mornas ao rosto do jovem Uratha, explicando que o lema dos Winters deveria guiar o coração lupino de Matthew.

Após receber alta no hospital, Matthew e seu pai desapareceram da Florida rumo a Nova York à pé. O camino seria longo, mas o jovem uratha teria todo o tempo para aprender na prática oque seria esperado dele uma vez em NY. Nascido forte, o mais novo macho do Clã Winters seria testado por seu pai, um viajante nômade e respeitado alfa que cruzava os estado unidos em bando, corrigindo, com as ferramentas dadas aos uratha por luna, o mal que assolava os mais fracos.


EspecializaçõesEdit

Braços Poderosos: Entre os Jar-Head da infantaria americana durante a ocupação do iraque, entre a luta-livre com roupas hazmat e a montagem de fuzil contra o relógio, um dos jogos favoritos dos soldados era a caça ao camelo. Winters conseguia derrubar os fortes animais apenas usando seus braços.

Distinguir Emoções: A periferia e Miami foi o palco para diversas tragédias e tramas. Winters apenas tratou de ser um bom observador. Com o tempo, seu talento natural para indentificar o estado de espirito das pessoas tornou-se um dom.

Voz de Comando: Winters tem um tom de voz calmo e seguro, mas quando quer consegue ser ameaçador. Auxiliado pela postura tipica de um predador, Winters usa sua poderosa voz para fazer ameaças fulminantes.

Inspirar: O lema de sua mãe foi massificado no iraque. O soldado que ia para o campo de batalha acreditando que seria o primeiro a levar um tiro não voltaria para casa. Winters pode transmitir uma aura de motivação e otimismo fascinante.


VantagensEdit

Recursos: Quando precisa de dinheiro, Winters consegue trabalhos diários e outros bicos como segurança de clube noturno e casas de strip. Ele não se orgulha de tais trabalhos, mas tãopouco se queixa. Dinheiro é dinheiro.

Fetiche: Ao concluir o ordálio tribal, o ultimo teste de resistência necessario para Winters ser considerado um uratha adulto e digno de honra, Michael Winters entregou ao filho um artefato de família que mantem aprisionado algum espírito guerreiro.

Mentor: Michael Winters, pai de Matthew, é um glorioso e honrado uratha, alfa de uma alcatéia nômade que patrulha o pais corrigindo as falhas espirituais. Ao saber que a primeira transformação de seu filho se aproximava, deixou a alcatéia momentaneamente para educar o jovem Winters e direciona-lo no caminho dos grandes feitos.


Descrição Física e FormasEdit

012

HISHU - ser humano

Dalu

DALU - quase-humano

Gauru

GAURU - Homem-Lobo

Urshul

URSHUL - Quase-Lobo

Urhan

URHAN - Lobo

Hishu - Ser-Humano: Fisicamente, Matthew tem o porte esperado de um soldado. Antes da primeira transformação já era um sujeito bem forte, e depois de descobrir sua origem, naturalmente seus músculos evoluiram. Tem olhos azuis e cabelo castanho claro. Tem aproximadamente 1.82m de altura e pesa 88kg.

A Herança uratha em seu sangue desencadeou um grupo de comportamentos tipicos de predadores. Winters é sempre o primeiro na ordem de caminhada, tomando a dianteira de qualquer grupo. Diminuiu o numero de banhos por semana, especialmente quando planeja encontrar-se com outros uratha. Tambem adquiriu o costume de patrulhar a sua casa durante as noites, medida para evitar intrusos.


Dalu - Quase-Humano: Na sua forma Dalu, Winters adquire algumas feições lupinas. Seus caninos crescem e são projetados para a frente, seu rosto alonga-se um pouco e os olhos adquirem um brilho inumano.

Seu corpo fica arqueado e as unhas na sua mão mais alongadas e fortes. A transformação aumenta sua massa muscular o suficiente para aumentar a altura de Winters em alguns centímetros. Sua voz fica mais grave, acompanhada de um rosnado animalesco inconfundivel, e seu corpo adquire uma camada de pelos escuros e dourados.



Gauru - Homem-Lobo: Assumindo a forma Gauru, Winters torna-se uma uma figura massiva de dentes, garras e pelos. Sua altura é drasticamente aumentada pelos potentes músculos, e a cabeça alonga-se até tornar-se igual a de um lobo titânico. Sua mandíbula fica repleta de dentes afiados o suficiente para estraçalhar carne sem dificuldade. A aparência mítica do soldado torna-se saída de um pesadelo.

Notavelmente, a pelagem de Winters em forma Gauru torna-se dourada. Praticamente incapaz de falar, Winters adquiriu seu nome uratha durante um combate ritual com um companheiro de tribo. Seus instintos atiçados e a fúria inerente obrigam Winters a assumir a forma Gauru somente quando a batalha precisa acabar.


Urshul - Quase-Lobo: A urshul de winters é a forma de um grandioso e agressivo lobo primitivo. Winters adquire uma pelugem menos densa do que a forma Gauru


TERMINO DESPUÉS

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.